Cubos tridimensionais ligados por linhas

4 vantagens do blockchain no mercado de seguros

A tecnologia anda de mãos dadas com a inovação, e o blockchain é uma das ferramentas que surgiram a partir da união desses dois elementos, e que vem provocando grandes mudanças na indústria de seguros.

O blockchain é uma ferramenta tecnológica que vem ganhando espaço e se tornando necessário para as seguradoras manterem uma vantagem competitiva, por trazer uma série de benefícios que podem impulsionar o mercado de seguros.

A tecnologia blockchain

O blockchain (cadeia de blocos) é um sistema que permite o rastreamento de toda a cadeia de movimentações de um ativo digital. O termo apareceu pela primeira vez em um artigo de autoria de Satoshi Nakamoto, o suposto criador da bitcoin, que define blockchain como “uma rede que marca o tempo das transações, colocando-as em uma cadeia contínua no ‘hash’, formando um registro que não pode ser alterado”.

Esse registro é virtual e pode ser de existência pública ou privada, e qualquer pessoa com os direitos de criptografia pode acessar uma cópia desse registro e consultar as movimentações anteriores.

Blockchain no mercado de seguros

Em razão do alto número de transações complexas envolvendo partes diversas, a indústria de seguros é um terreno fértil para o desenvolvimento do blockchain. Os efeitos dessa e de outras tecnologias ainda não são totalmente conhecidos, e certamente virão regulações a respeito.

Porém, alguns benefícios do blockchain no mercado de seguros já conseguem ser percebidos. Veja a seguir quais são os quatro principais benefícios identificados pelos especialistas da Deloitte:

  1. Detecção de fraudes e prevenção de riscos

O sistema de blockchain para detecção de fraude é extremamente útil, uma vez que fornece um histórico completo e independente de transações, permitindo a verificação e confirmação dos dados de clientes, apólices e sinistros.

Além disso, contribui para a prevenção de riscos ao fornecer dados precisos de transações para uma análise preditiva.

  1. Gestão digital de sinistros

A tecnologia móvel e digital tende a se tornar a principal solução para gerenciamento de sinistros e atendimento ao cliente de forma mais eficaz.

Porém, para tanto, alguns controles e procedimentos devem ser aprimorados, como o uso de câmeras de celular para facilitar o envio de evidências, uso de imagens de satélites e coleta de big data das estações meteorológicas em casos de sinistros.

  1. Inovação nos produtos e serviços

O blockchain, em conjunto com a análise de big data, permite o desenvolvimento de novos produtos e serviços a partir da análise do comportamento específico e preciso dos clientes.

A tecnologia garante a veracidade dos dados coletados, permitindo que as decisões sejam tomadas mais rapidamente e com total confiança.

  1. Responsabilidade digital

O blockchain assegura a integridade dos ativos digitais, permitindo que sejam verificados de forma independente e em tempo real.

Com isso, no mercado de seguros, o blockchain pode ser utilizado como garantia nas apólices que envolvam ativos digitais.

Essas quatro vantagens apresentadas acima modernizam e colocam o setor de seguros à frente do mercado tradicional, sendo blockchain “uma tecnologia potencial para mudar o jogo para a indústria de seguros a longo prazo”, na visão da Fitch Ratings.

Riscos e desafios do blockchain no mercado de seguros

A Fintch Ratings apresentou um relatório analisando os riscos e desafios do blockchain para as seguradoras, identificando como principais o fato de que os custos de investimento em relação aos benefícios são incertos, bem como as inúmeras questões legais, regulatórias e de segurança que precisam ser definidas para facilitar a adoção em larga escala.

O relatório conclui que a viabilidade da tecnologia para o setor de seguros dependerá da adoção do blockchain por líderes que desejem correr esses riscos para obter vantagens competitivas.

Inovação e insurtechs

As insurtechs possuem um papel essencial na inovação no mercado de seguros. Enquanto empresas que se apoiam na tecnologia para desenvolver seus produtos e prestar serviços, são mais adeptas à adoção de novidades que venham agregar valor, como o blockchain.

A Avita é um exemplo de empresa que exerce esse papel transformador, sendo a primeira insurtech brasileira a desenvolver uma plataforma online de emissão automática, controle e gestão de seguro garantia e fiança locatícia.

O sistema oferece total transparência no processo de cotação, diminui os custos operacionais e financeiros relacionados à contratação e gestão das apólices de seguro, realiza o preenchimento automático dos dados e controla a documentação em um único lugar.

Avita é líder de mercado em seu segmento e possui uma estrutura de dados e acesso seguindo as melhores e mais rígidas práticas de segurança da informação. Quer saber mais? Entre em contato com nossa equipe!